Operação Lei Seca recebe incremento para ações que serão realizadas neste fim de ano

15:31

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), em parceria com a Polícia Militar do Maranhão (PMMA), por meio da Companhia Rodoviária Militar Independente (CPRV Ind.), vai incrementar as fiscalizações de trânsito no período de festas de fim de ano, com foco na Operação Lei Seca, que vem sendo uma das ações de segurança prioritárias do Governo do Maranhão. Em 2016, de janeiro a novembro, foram aplicadas 1.409 multas por alcoolemia, durante as blitzen no estado.
A diretora-geral do Detran, Larissa Abdalla, reforça a necessidade de fazer cumprir o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). “Quem desobedece a Lei Seca está cometendo uma infração gravíssima, que tem como penalidades a suspensão do direito de dirigir e multa de quase três mil reais. É punido quem for flagrado no exame do etilômetro ou se recusar a fazer o teste”, disse.
O Detran estará presente nas blitzen por meio do trabalho educativo e auxiliando os policiais com a consulta ao sistema sobre a situação de veículos e habilitados. No período de Natal e Ano Novo, barreiras policiais serão montadas na Região Metropolitana de São Luís, que abrange os municípios de São Luís, Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar. O comandante da CPRV Ind., major Wallace Gleydison Amorim de Sousa, destaca a importância de realizar as operações nessa região.
“Desde o começo da semana, a movimentação na região, devido às festas de fim de ano, aumentou muito. As pessoas estão em clima de confraternização e temos que garantir também um clima de segurança. Sabemos que a maioria dos acidentes poderia ser evitada se as pessoas abandonassem hábitos como beber e dirigir”, destacou o comandante.
Após as ações de fim de ano, a Operação Lei Seca segue dentro da programação da Campanha Férias em Trânsito, também promovida pelo Detran. Essas atividades serão realizadas no mês de janeiro em todo o Maranhão, também com reforço das equipes de educação para o trânsito das 15 Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans).

Leia Também:

1 comentários

  1. Em 2016 houve fato fabuloso sim, apesar de Vanessa Grazziotin falar que não, dessa forma assim:

    "O ano de 2016 é, sem dúvida, daqueles que dificilmente será esquecido. Ficará marcado na história pelos acontecimentos negativos ocorridos no Brasil e no mundo. Esse é o sentimento das pessoas", diz Grazziotin.

    Mas, por outro lado, nem que seja apenas 1 fato positivo houve sim! É claro! Mesmo que seja, somente e só, um ato notável, de êxito. Extraordinário. Onde a sociedade se mostrou. Divino. Que ficará na história para sempre, para o início de um horizonte progressista do Brasil, na vida cultural, na artística, na esfera política, e na econômica.
    Que jamais será esquecido tal nascer dos anos de 2016, apontando para frente. Ano em orientação à alta-cultura. Acontecimento esse verdadeiramente um marco histórico prodigioso. Incrementando sim o Brasil em direção a modernidade, a reformas e mudanças positivas e progressistas. Enfim: admirável.

    Tal fato luminoso e sui-generis foi o:

    -- «Tchau querida!»

    Eis aí um momento progressista, no ano de 2016.

    ResponderExcluir