Tribunal de Contas do Maranhão precisa ensinar ética e moralidade para os prefeitos de primeira viagem

Uma boa ação por parte do Tribunal de Contas do Maranhão - TCE-MA, seria passar uma cartilha de ética e moralidade para os gestores de cidades do Estado. Prefeito de primeira viagem só faz bobagem se quiser ou se tiver mal intencionado, não falta exemplos de casos que ferem totalmente a moralidade neste começo de mandato dos prefeitos. 

É nomeação de esposa como super-secretária e de parentes para comandar pastas em primeiro escalão, que vai desde primos a filhos.

Seria interessante um encontro com os prefeitos para tratar temas como Lei de Responsabilidade Fiscal, Prestação de Contas, Gastos com saúde e educação, gestão previdenciária, a importância das Procuradorias Municipais, responsabilização dos agentes públicos, índice de transparência dos municípios e índice de convergência contábil.

Mesmo que seja uma triste realidade, é fato, boa parte dos prefeitos de pequenos municípios do Maranhão são analfabetos ou sem qualquer conhecimento dos itens acima. Dai, fazem uma salada de parentes em cargos, incham a folha de pagamento e quem paga é o povo.

Com esta ação por parte do TCE-MA, depois que a taboca da Justiça rachar nas costas deles, não poderão seguir o exemplo de Lula com o "Eu não sabia".
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »