A pedido de Sarney, Aécio Neves se salvará no Conselho de Ética, mas pode não escapar do STF...

A partir desta terça feira (20), o Conselho de Ética do Senado tem cinco dias para tomar a decisão a cerca da aceitação, ou não, da abertura de processo que pede a cassação do Senador Aécio Neves, já afastado do cargo. O pedido de cassação foi protocolado pelos partidos Rede e PSOL. 

Segundo os deputados dos referidos partidos, Aécio Neves do PSDB, cometeu quebra de decoro parlamentar, ao aparecer nas gravações de Joesley Batista, aquele que para Temer é o "bandido mais notório do Brasil". No áudio Aécio aparece pedindo R$ 2 milhões, que ele alega ser um empréstimo, mas que na delação para se salvar, o chefão da JBS afirmou que era propina pura.

Mas a pedido de José Sarney, de quem Aécio é próximo há anos, bem antes de começar sua carreira política, o Senador será salvo no Conselho de Ética do Senado, atualmente sob comando do Senador maranhense João Alberto do PMDB de Sarney. Além do pedido pessoal de Sarney, Aécio ainda fez parte da articulação para o PSDB salvar o Governo Temer (ficando na base), em troca da sua própria salvação. 

Mas o inferno de Aécio está longe de acabar, o Supremo Tribunal Federal - STF- julga nesta semana o segundo pedido de prisão preventiva do Senador. Mesmo o Ministro do STF Alexandre de Moraes, ligado ao PSDB, acreditava que a irmã de Aécio, já presa, seria mandada para a prisão domiciliar, quando na verdade a prisão dela foi mantida, para o desespero de Aécio que vive a chorar pelos cantos, segundo colunas da grande imprensa.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »