Temer escapa mais uma vez...até quando?

O (ainda) presidente Michel Temer escapou da cassação no Tribunal Superior Eleitoral - TSE, por 4 a 3. Fruto de forte atuação nos bastidores para substituir membros do TSE, pedir vistas e arrastar o processo o máximo possível. Lamentavelmente a Justiça se deixou ser dobrada pelas articulações políticas dos bastidores do poder. Para Temer, "A Justiça prevaleceu". 

Também pudera, com exclusão do material fornecido pela Odebrechet provando que houve caixa 2 na chapa Dilma/ Temer, a salvação de Temer já era dada como certa. O Ministro Gilmar Mendes afirmou ainda que o objetivo nunca foi cassar a chapa, ou seja, no fim foi tudo um teatro.

Temer sofre do mesmo mal que Dilma: 99% do tempo ele faz uso para salvar o patético mandato. Não governa, no máximo permanece. O que faz Temer ter tanto apego pelo poder? No caso, além do conhecido argumento filosófico, poder pelo poder, fica evidente a manutenção da capacidade de manejar o Estado para livrá-lo de grave e manifesta acusação que se faz verdadeira.

Mas Temer não é Dilma, pelo o contrário, tem o apoio dos algozes da ex-presidente. Aliás, todos envolvidos na Lava Jato, e outros tantos presos, a exemplo do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que autorizou o Impeachment de Dilma. Mas as dores de cabeça do interino não acaba por aqui, ainda tem Janot e o Supremo Tribunal Federal.

Dilma por sua vez também foi salva pela decisão do TSE, o processo que a apeou do Palácio do Planalto não lhe retirou seus direitos políticos. Mas a decisão sobre a chapa Dilma/Temer poderia lhe enterrar de vez. Com a salvação de Temer no Tribunal, de quebra Dilma está livre, leve e solta para ser candidata a Deputada Federal ou Senadora.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »