“Gratidão a quem tanto fez e faz por cada um de nós”, diz deputado Wellington ao defender direitos dos idosos no Maranhão

22:20

A defesa incondicional da melhor idade, o respeito e a gratidão. Foram esses os pontos enfatizados durante audiência pública realizada pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP) na manhã da última quarta-feira (23). A iniciativa foi do titular da 1º Promotoria de Justiça na Defesa do Idoso, na pessoa do promotor titular, Dr.º José Augusto Cutrim Gomes.
Além da discussão do Centro de Referência, as etapas de execução, recursos, licitações e prazos, ainda foram debatidos sobre os direitos dos idosos em todos os âmbitos do estado.
“O nosso mandato está à disposição dos anseios da população e um deles é, certamente, a defesa dos direitos do idoso. Já apresentamos projetos que beneficiam nossos idosos, a exemplo do Projeto de Lei 32/2017 que combate os acidentes domésticos com o Idoso. A implantação do Centro de Referência será uma conquista para todos. Gratidão a quem tanto fez e faz por cada um de nós. Precisamos fiscalizar e fazer com que haja, de fato, um projeto por parte do Executivo, além da disponibilização dos recursos e o cronograma das obras. Isso é lutar pelos direitos e garantir a defesa e proteção dos idosos do Maranhão”, afirmou Wellington
O titular da Promotoria de Justiça na defesa do idoso ressaltou a importância da audiência e da determinação das construções de duas unidades do centro de referência especializado na saúde do idoso.
“Essa não é uma determinação minha, mas sim do Ministério da Saúde. m dos centros deve funcionar no centro social urbano (csu) da cohab, em são luís. nessa audiência chamamos todas as partes para ter o conhecimento sobre o centro, além da comunidade interessada, que são os idosos. todos os secretários vieram ou enviaram representantes. e os interrogamos. de onde irá sair a verba para construção, qual o prazo de licitação, quando vai começar a obra e, agora, iremos acompanhar cada passo junto com o povo”, disse o Dr.Augusto Cutrim, promotor do idoso.
Participaram também da discussão os representantes das secretarias estaduais de Desenvolvimento Social (SEDES), dos Direitos Humanos e Participação Social (SEDIHPOP) e da Saúde (SES), que são os responsáveis pela gestão compartilhada do Centro; além da Secretaria Municipal da Saúde (Semus), além de instituições que prestam serviço na proteção ao idoso de todo o Maranhão.

Leia Também:

0 comentários