Justiça cassa mandato de vereador em Itinga do Maranhão por uso de certificado escolar falsificado

00:36

O vereador de Itinga do Maranhão, Antonio Gonçalves Cavalcante, o "Grandão", foi cassado pela a Justiça por fazer uso de certificado escolar falso para registrar a candidatura nas eleições 2016, uma forma de comprovar, via fraude, que não era analfabeto declarando ter o ensino médio completo. Ele conseguiu se eleger com 492 votos pelo Partido Trabalhista Cristão - PTC.

Consta na denúncia do Ministério Público e do suplente do vereador cassado, Claudemir Vieira, que no momento de registrar sua candidatura nas Eleições 2016, o vereador usou um diploma escolar falso para comprovar que não era analfabeto e se livrar da inelegibilidade. 

Investigações comprovaram que o vereador nunca tinha se quer pisado na escola que declarou ter estudado - Presidente Juscelino. A ex-secretária da escola a época declara que antes de se afastar da escola deixou vários certificados em brancos com sua assinatura,  e declarou que o vereador nunca estudou na escola. O diretor da unidade escolar utilizada na trama declarou que a assinatura que constava como sua era falsa.

Diante de fartas provas e depoimentos de todos os envolvidos, a Juiza da 98º Zona Eleitoral, Dayna Leão Teixeira , julgou procedente o pedido do Ministério Público e cassou o diploma do vereador, desconstituindo-o do cargo, obtido segundo a magistrada por meio de fraude. O caso está transitado e julgado. O presidente da Câmara Municipal já foi notificado.

A Juiza também solicitou que a Polícia Federal instaure inquérito para apurar o crime. As dores de cabeça não deve acabar tão cedo. Os números de contato do condenado estavam direcionados para a caixa postal.



Leia Também:

0 comentários